CRQ-MG - Home    Domingo, 17 de Dezembro de 2017 Acesso à área restrita do portal  
Login Senha   

 Parceiros
 
 
 
 

  Busca:  
Artigos
    Nanocompósito de i-papel e óxido de grafeno para aplicação em remediação ambiental é desenvolvido no    
   A questão do controle e eliminação de poluentes metálicos presentes na água é recorrente. Várias soluções têm sido apresentadas utilizando os mais diferentes materiais. Entretanto, observa-se um movimento cada vez mais importante de pesquisas que procuram tirar partido das propriedades únicas dos materiais nanoestruturados, sejam eles utilizados individualmente ou na forma de nanocompósitos.

O i-papel é o hidrogenofosfato de cério que, ao ser isolado, se apresenta como um material autossuportado, com estrutura fibrosa, que lembra a celulose. Este material, dada a presença de prótons trocáveis, apresenta propriedades de troca iônica.

As pesquisas realizadas no Laboratório de Química do Estado Sólido (LQES) tiveram como objetivo a obtenção de nanocompósitos envolvendo o i-papel e nanotubos de carbono multiparedes purificados e sua aplicação em diferentes contextos.
Pelo fato da interação do i-papel com nanotubos de carbono ser bastante fraca, optou-se pela funcionalização dos nanotubos com grupos orgânicos, tais como o tiol (-SH). Os nanocompósitos obtidos com nanotubos de carbono funcionalizados mostraram excelentes propriedades de absorção de metais, tais como: Pb, Cd, Cu, Ni e Co em diferentes valores de pH. Foram obtidas taxas de absorção destes metais com valores muito superiores ao i-papel individualmente, sendo em muitos casos alcançados valores superiores a 70%, para um único tratamento.

A grande potencialidade destes materiais virem a ser utilizados como filtros que podem ser usados várias vezes levaram os autores a depositar, este ano, através da agência de Inovação INOVA-Unicamp, 02 patentes, envolvendo o desenvolvimento de funcionalizações complexas nos nanotubos de carbono e a aplicação dos nanocompósitos como filtros para eliminação de metais de interesse ambiental.

Os resultados destacados nesta Nota fizeram parte da Tese de Doutoramento de Rafaella Oliveira do Nascimento, com o título: Papel mineral (i-papel) como substrato para a produção de nanocompósitos funcionais organo-inorgânicos, defendida no Instituto de Química da Unicamp, em abril de 2013.





Clique aqui e acesse o LQES News
 
  Data de publicação: 06 de Maio de 2013Autor: LQES News  

 RSS do CRQ-MG
 RSS do CRQ-MG Notícias do CRQ

 Publicidade
  
  
  

 Cadastre-se
  Cadastre-se no portal do CRQ-MG e tenha acesso a serviços
especiais.
O cadastro é gratuito e fácil de fazer. Após estar cadastrado, basta digitar seu nome e sua senha no topo da página.
Assim você terá livre acesso a áreas de oferta de Emprego e Estágios, Fórum e Downloads.
 
Cadastro no portal CRQ-MG 
Esqueceu sua senha?
Clique aqui!
Quer atualizar os dados cadastrados?
Clique aqui!


CRQ-MG  (31) 3279-9800 - crq@crqmg.org.br - Rua São Paulo, 409 16º andar - Centro - BH/MG - Cep 30170902 - Seg a Sexta de 9h as 18h